My cart
0.00
0

My Cart

  • Nenhum produto no carrinho.

Manutenção

O Serviço Após Venda Torres tem à disposição dos seus clientes oficinas especializadas e apetrechadas com a mais avançada tecnologia para a reparação e conserto de qualquer relógio comercializado na sua rede de lojas assim como protocolos de assistências técnica com outras marcas.

Para uma maior longevidade e beleza das peças em metal nobre, ouro e prata, pérolas ou outros materiais gemológicos aconselhamos a limpeza periódica por profissionais que apenas utilizam dispositivos e produtos próprios para o efeito pelo que recorremos a oficinas dotadas com os melhores profissionais do ramo que garantem a melhor assistência técnica.

Loja de Preferência:
Data:
Hora:

Conselhos de Conservação e manutenção

Tal como um automóvel, um relógio também necessita de revisões – ou seja, de manutenção periódica. E enquanto um relógio de quartzo tem uma duração limitada (que poderá ser superior a 10 anos para a gama média/alta), um relógio mecânico poderá mesmo durar várias gerações… se forem feitas revisões periódicas (3 a 4 anos em média) para que se assegure a lubrificação dos componentes, a capacidade vedante das juntas e a eliminação de pós, sujidade e humidade. A especificidade da tarefa é grande e só pode ser efectuada por profissionais; as lojas Torres Joalheiros dispõem de um serviço de manutenção especializado e adequado a cada relógio e a cada marca.

Relógios de corda manual

  • • Deve usar o seu relógio mecânico diariamente. Se não o fizer, tenha o cuidado de lhe dar corda três vezes por semana para manter as rodas em movimento e o óleo fluido.
  • • Dê corda ao seu relógio sempre à mesma hora do dia e até ao fim mas sem esforçar para não danificar a corda. A regularidade protege o movimento. E a melhor maneira de não esquecer de o fazer é criar uma rotina: por exemplo, dar-lhe corda todas as manhãs antes de o colocar no pulso.
  • • Quando acertar o relógio, faça mover os ponteiros sempre para a frente.

Automáticos

  • • Utilizar regularmente o relógio automático, assim terá sempre energia.
  • • Ajustar regularmente a pulseira ao pulso pois demasiada folga traduz-se numa perca de autonomia.
  • • Se o relógio automático parar por falta de energia, deve-se rodar a coroa cerca de 15 a 20 voltas numa velocidade moderada.

Cronógrafos

Não se deve manter o cronógrafo em permanente funcionamento, deverá usá-lo apenas quando necessário para que o desgaste diminua consideravelmente.

Calendários

Não corrija o calendário entre as 21 e as 2 horas, pois é nessa altura que a roda arrastadora do calendário se posiciona para desencadear o salto da data e pode, numa eventual correção danificar o mecanismo.

Tempo de praia

  • • Antes da época balnear leve o relógio para verificação da estanquicidade;
  • • Nunca puxe a coroa ou utilize a função cronográfica debaixo de água, sob sério risco de infiltração.
  • • Passar por água doce qualquer relógio estanque para anular a corrosão provocada pelo sal e oxidações.
  • • Utilizar uma escova macia para remoção, com água e sabão, das pequenas partículas de areia na caixa e braceletes de aço.
  • • Nunca deixar o relógio ao sol, sob risco de queimar o mostrador.

Dicas gerais

  • • Nunca acertar o relógio com ele colocado no pulso. A pressão lateral pode entortar a coroa e causar danos ao mecanismo.
  • • O acerto das horas em relógios mecânicos que não param ao puxar-se a coroa deve ser feito com movimentos rápidos e curtos; nos relógios mecânicos que param ao puxar a coroa, o ajuste deve ser efectuado de forma lenta e contínua.
  • • Nunca usar força ao puxar a coroa. Se houver resistência, rodar a coroa ao mesmo tempo que se puxa delicadamente para fora.
  • • Se houver resistência no processo de dar corda ou acertar o relógio, é sinal de que está na hora de se efectuar uma revisão e a necessária lubrificação.
Sendo matérias naturais as pedras preciosas devem ser manipuladas com delicadeza.
Embora a maioria das pedras preciosas sejam muito duras e resistentes, elas não são indestrutíveis. Devem por isso ser manuseadas com cuidado e acondicionadas separadamente em estojos próprios para que possa apreciar a sua beleza por muito tempo.

Limpeza das suas joias

Com o passar do tempo, algumas substâncias, como os cosméticos, o pó entre outras, vão deixando um depósito nas jóias, em particular sobre a face interior das pedras preciosas. Este fenómeno altera a cor e os reflexos das mesmas e pode mesmo ensombrar o prazer que temos em usá-las.
Deve pois limpar regularmente as jóias de ouro ou aquelas ornamentadas com diamantes ou pedras de cor, bastando para tal uma escova de dentes macia, sabão, amoníaco e um pouco do seu tempo, passando-as por água quente antes de as secar com a ajuda de um pano macio. Não deve esquecer-se da parte de trás das jóias.

Pérolas

  • • Devido à sua composição (carbonato de cálcio, matéria orgânica e alguma água), a pérola é um material muito frágil, devendo evitar-se o contacto com detergentes, ácidos (vinagre, citrinos), perfumes, sprays e outros cosméticos (devendo estes ser aplicados antes de colocar as jóias com pérolas), calor excessivo e produtos abrasivos.
  • • Para conservar melhor as suas pérolas, deverá apenas utilizar um pano húmido e, de preferência, no caso de colares, passe as pérolas com um pano quase seco após cada uso.
  • • Nem sempre visível o fio do colar vai enfraquecendo com o uso (exposição a cremes e transpiração). Teste a sua firmeza regularmente pois é conveniente mandar desmancha-lo e enfiar de novo as pérolas com regularidade – por exemplo, de dois em dois anos.
  • • Tempo de praia: Não leve as suas pérolas para a praia (corrosão pelo sal) nem para a piscina (cloro).

Diamantes

Como o diamante é litófilo, isto é, adere bem à gordura, convém limpá-lo quase da mesma forma que se lava a louça! Assim, proceda-se da seguinte forma: lavar com água morna e detergente anti gordura, utilizando para o efeito uma escova de dentes ou afim e um recipiente para prevenir a perda de alguma pedra que eventualmente se solte da cravação durante o processo. Notar que a porção da pedra que mais acumula sujidade é o pavilhão (parte de trás), pelo que se sugere alguma insistência de actuação nesta zona. Após a limpeza, passar por água fria e limpar com um pano ou camurça seca.
Ressalva: Para uma boa limpeza dos Diamantes, pode-se mergulhar em vodka por alguns minutos, escovar com uma escova macia e passar por água.

Ouro, Prata e Platina

Lavar com água morna e sabão ou com álcool. Usar uma escova macia; evitar pasta de dentes (os abrasivos riscam o metal), amónia e mercúrio cromo e tintura de iodo.

Safiras Rubis

Podem ser lavados com água morna e sabão ou detergente anti gordura.

Esmeraldas

A esmeralda é um material gemológico algo frágil, não obstante ter uma dureza relativa superior a algumas gemas conhecidas; as suas fracturas serão a causa do seu grau mediano de tenacidade. Assim, sugere-se a lavagem com água morna e sabão (azul e branco, por exemplo), utilizando gentilmente uma escova macia para a remoção da sujidade mais difícil. Deve evitar-se o uso de álcool, calor excessivo e a limpeza com ultra-sons. A esmeralda deve ser armazenada em lugares não muito secos e nunca em contacto aleatório e desorganizado com outras gemas, em particular as de dureza superior (rubi, safira, diamante). Não é recomendável o uso de peças com esmeraldas, em particular anéis e pulseiras, em actividades de elevada agitação física (desportos vários, trabalhos domésticos, bricolage, etc.).

Dicas gerais

  • • As pedras preciosas e colares ao entrar em contacto umas com as outras podem riscar-se ou até danificarem-se pelo que deve guardá-las separadamente no seu estojo.
  • • Ao executar actividades domésticas, deve tirar as jóias pois os choques podem rachar ou partir os diamantes ou pedras de cor.
  • • Periodicamente deverá levar as suas jóias ao seu joalheiro, para uma limpeza completa.
  • • Proteja as pérolas do calor forte, da luz excessiva (exposição ao sol) pois as pérolas desidratam.
  • • As pérolas devem estar separadas das outras jóias e acondicionadas num estojo forrado a veludo ou seda para melhor protecção.
  • • Atente que a própria transpiração pode ser prejudicial às pérolas pelo que depois de usadas deve ter o cuidado de as limpar com um pano humedecido em água e macio.